Randolfe vota contra projeto de Temer que retira recursos destinados ao Amapá

randolfe-fala-sobre-pacto-desenvolvimento-amapaO senador Randolfe Rodrigues foi o único parlamentar da bancada amapaense a votar contra o corte milionário nas emendas de bancada que foram aprovadas pelo Congresso Nacional no ano passado para serem executadas em 2018. O estado vai deixar de receber um montante de R$ 49.988.793,00.
Foi durante votação no Congresso Nacional que aprovou projeto que abre crédito suplementar de R$ 3 bilhões em favor de diversos órgãos do Executivo. Os R$ 3 bilhões vêm da anulação de dotações orçamentárias e de emendas de comissão e de bancadas estaduais de execução não obrigatória.
O projeto, cujo valor original era de R$ 4,2 bilhões, provocou muita discussão em Plenário. Vários parlamentares reclamaram da retirada de recursos para programas ou projetos em seus estados “O projeto tem a cara de Michel Temer, que fez a pobreza voltar a crescer. Esse texto retira R$ 15 milhões da saúde do Amapá” disse Randolfe.
No Amapá deixarão de ganhar investimentos setores como a saúde, que ficará sem receber R$ 15.410.000,00, dinheiro que estava destinado para a estruturação da rede de serviços de atenção básica de saúde, reforma e aparelhamento de unidade estaduais de saúde; e para o programa de procedimento em média e alta complexidade.
O corte também atinge áreas sensíveis e que precisam de investimentos urgentes como o desenvolvimento da agropecuária sustentável, dos setores pesqueiro e aquícola, projetos de estruturação turística de Oiapoque e vários outros setores que perderam os recursos das emendas de bancada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *