“Jango e Eu”: livro de memórias do período da ditadura é debatido em Macapá

“Aprendi prematuramente o que é perder a liberdade”, foi o que disse João Vicente Goulart durante o lançamento de sua obra “Jango e Eu: Memórias de um exílio sem volta”, que ocorreu na Livraria Leitura no shopping Amapá Garden, em Macapá, no último final de semana. O convite para o bate-papo democrático foi do senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) e da fundação Cláudio Campos.

Dezenas de pessoas estiveram no evento para ouvir algumas das histórias do autor, que é filho do ex-presidente do Brasil João Goulart e também dirigente nacional do Partido Pátria Livre (PPL). Aos 7 anos, João Vicente, filho de Jango e de Maria Thereza, foi, junto com a irmã Denize, testemunha e vítima das circunstâncias que levaram a família ao exílio. Agora, mais de 50 anos depois, João recupera as memórias de um período turbulento, desde a vida no Uruguai, onde foi alfabetizado, até a idade adulta. Longe de ser um livro de memórias, é um valioso registro sobre as consequências da perda das liberdades individuais e um lembrete para ficarmos sempre atentos aos rumos políticos do país, de maneira a assegurar a manutenção da democracia.

lancamento-jango-e-eu-macapa-1 lancamento-jango-e-eu-macapa-2 lancamento-jango-e-eu-macapa-3 lancamento-jango-e-eu-macapa-4 lancamento-jango-e-eu-macapa-5

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *