Randolfe acompanha subcomissão que investigará crimes no campo

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL – AP) estará em Rondônia nesta segunda-feira (05), acompanhando a  Comissão Externa do Senado criada para acompanhar as investigações sobre os assassinatos de trabalhadores rurais na Amazônia. Além de Randolfe, integram essa comissão a senadora Vanessa Grazziotin (PC do B – AM), o senador Pedro Taques (PDT – MT) e o Senador Valdir Raupp (PMDB-RO).  Os senadores seguirão de Porto Velho para a localidade de Extrema e de lá para o assentamento Curuquetê, em Lábrea – AM, onde morava o chefe do Movimento Camponês Corumbiara, Adelino Ramos, o Dinho, assassinado no dia 27 de maio.

A comissão deverá se reunir com as autoridades que investigam o caso, ouvir camponeses e parentes da vítima.  O secretário de Produção Rural do Amazonas, Eron Bezerra, e representantes da Comissão Pastoral da Terra, Ordem dos Advogados do Brasil e do Ministério Público Federal também acompanharão a visita dos Senadores. Ainda sem data marcada, mas já confirmado o destino, a comissão irá também ao leste do Pará, onde foi assassinado, dia 24 de maio, o casal de extrativistas José Claudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo, mortos a tiros em uma estrada na região de Nova Ipixuna. No mesmo local, quatro dias depois, foi encontrado o corpo do agricultor Eremilton Pereira dos Santos.

Relatório da CPT
Segundo a Comissão Pastoral da Terra (CPT), de 2000 e 2010, 30 pessoas, entre trabalhadores do campo e ambientalistas, compõem uma lista de ameaças de morte ou sobrevivência a atentados violentos no país. A CPT apresentou ao governo federal outra lista, com 1.855 nomes de trabalhadores do campo que sofreram algum tipo de ameaça no mesmo período.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *