Randolfe solicita ao MPF descentralização do pagamento do Renda e celeridade no processo

Hoje (5), o senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) protocolou representação no Ministério Público Federal para requerer a proposição de ação civil pública pela reabertura das agências da Caixa Econômica Federal no Estado do Amapá para dar mais segurança e dignidade aos beneficiários do Renda Básica.

De acordo com o documento, o senador cita que no dia de ontem (04) apenas duas agências Caixa Econômica Federal em Macapá estavam em funcionamento para atender os cidadãos que precisavam de atendimento a fim de finalmente conseguirem receber o auxílio emergencial instituído pela Lei N°13.982.

Como justificativa, a instituição afirmou que as demais agências estão fechadas devido o protocolo de segurança para o enfrentamento à Covid-19. A Caixa afirmou que, tão logo haja viabilidade, as demais agências retomarão o atendimento ao público.

Entretanto, levando em consideração a própria segurança e a saúde dos trabalhadores da Caixa, que acabam se expondo assim como a população a ambientes com aglomerações, é urgente a abertura do máximo possível de agências para o recebimento do benefício emergencial. “É urgente, como o próprio nome diz, o benefício precisa chegar ao povo. Ninguém está na fila, no sol, correndo risco porque quer, mas por necessidade. As pessoas estão com fome e é fundamental dar celeridade a esse processo”, disse. “É desumano ver tanta gente sendo tratada dessa forma”, completou.

Na representação, o parlamentar solicita ação do MPF para que a Caixa aumente a capacidade de atendimento, viabilizando a segurança necessária aos funcionários e ainda que o MPF atue junto ao Ministério da Cidadania para corrigir problemas com o aplicativo, que não tem atendido a população com eficácia e viabilizar o atendimento, inclusive, por outros bancos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *